icon-telefone
MARCAÇÃO DE CONSULTAS

(85) 3063.3381(85) 9 8851.6148

Saiba mais sobre Espondilose, Espondilólise e Espondilolistese

imagem: shutterstock imagem: shutterstock

Espondilose, Espondilólise e Espondilolistese: o que são? 

Espondilose

A espondilose é uma alteração na coluna vertebral causado pelo desgaste de seus discos. A diminuição do espaço entre cada vértebra dá origem ao que conhecemos como discopatias.

 

 

A espondilose é uma doença crônica e progressiva, que pode causa dor de difícil tratamento.

Espondilólise

A espondilólise é uma alteração da coluna vertebral onde uma vértebra pode escorregar sobre a outra. É causada por um defeito congênito ou adquirido na articulação intervertebral (pars interarticularis). Nestes casos, a ligação entre as vértebras é incompleta ou defeituosa e acaba se soltando com a realização de uma atividade física, ocasionando a Espondilólise.

Espondilolistese

A espondilolistese é o escorregamento de um corpo vertebral sobre o outro. Dentre as variedades da enfermidade diagnosticadas, a mais frequente é a ístmica, onde há uma lesão na porção interarticular. Essa região pode estar fraturada ou alongada.

Segundo o neurocirurgião Dr. Paulo Wagner Linhares Lima Filho, a enfermidade pode ser causada por múltiplos processos de microfaturas e consolidações, que alteram as vértebras. Outras formas de espondilolistese diagnosticadas são congênitas, degenerativas, pós-traumáticas e patológicas.

Sintomas

Espondilose

Os pacientes diagnosticados com espondilose apresentam os seguintes sintomas: dor de ambos os lados da lombar, que podem se irradiar para as nádegas e parte posterior da coxa; fraqueza dos músculos; quando na coluna cervical pode causar dores de cabeça, frequentemente atrás da cabeça; torcicolo e formigamento em alguns membros, sobretudo ombros, pernas e braços.

Espondilólise

Segundo o neurocirurgião Dr. Paulo Wagner Linhares Lima Filho, a enfermidade em geral não é sintomática, sobretudo quando a lesão possui graus mais leves.

Espondilolistese

Os sintomas da espondilolistese variam de acordo com a gravidade da doença, mas podem apresentar, em geral, os seguintes sintomas: dor lombar, contraturas da parte posterior da coxa (o que pode dificultar o caminhar) e dor que se irradia para os membros inferiores.

Indicações

O tratamento recomendado para cada uma dessas enfermidades envolve, em geral, a realização de fisioterapia, quando o grau das lesões é mais leve. Em graus elevados, há a necessidade da realização de procedimentos minimamente invasivos ou mesmo cirurgias para os casos mais graves com instabilidade, conforme explica o neurocirurgião Dr. Paulo Wagner Linhares Lima Filho.

Cirurgia/procedimento

Em pacientes diagnosticado com espondilose e cujo tratamento com fisioterapia e uso de analgésicos não mostrou resultado, pode ser necessário a realização de intervenções minimamente invasivas (ex. Rizotomia, Denervação, Infiltração).

No caso da espondilólise, o uso de tratamentos não invasivos é recomendado principalmente para adolescentes, onde a coluna vertebral ainda está em desenvolvimento. Os procedimentos minimamente invasivos ou mesmo as cirurgias mais convencionais (ex. Artrodese) são recomendados também quando os tratamentos não invasivos não surtiram efeito.

Já nos casos de espondilolistese, quando é necessário uma cirurgia, objetiva-se descomprimir as estruturas nervosas e estabilizar a coluna. A cirurgia pode ser também minimamente invasiva sem necessidade de grandes incisões, contribuindo para um pós operatório menos doloroso e para um retorno mais rápido de suas atividades normais.

Médico

Com especialização em neurocirurgia pela Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP), o Dr. Paulo Wagner Linhares Filho vem se dedicando ao estudo das patologias raqui-medulares/coluna vertebral, dos nervos periféricos, tumores de crânio e de medula. O especialista possui ainda amplo conhecimento das técnicas para o tratamento de dores de difícil controle. Caso deseje conferir o currículo completo do especialista, clique aqui: http://paulowagner.com.br/perfil.

Cirurgias relacionadas

Como parte do tratamento da Espondilose, Espondilólise e Espondilolistese, e também de sua própria especialização e estudos de pós-graduação, Dr. Paulo Wagner Linhares Lima Filho realiza cirurgias da coluna vertebral. Estas operações têm como objetivo diminuir os sintomas causados pela doença, permitindo que o paciente tenha uma vida praticamente normal. Para tornar a recuperação no período pós-operatório mais fácil, o especialista pode optar ainda pela realização de procedimentos pouco invasivos. Para conferir as cirurgias realizadas e as enfermidades atendidas pelo médico, confira este link: http://paulowagner.com.br/servicos.

Contato (Call To Action)

Especializado no tratamento de enfermidades que afetem a coluna vertebral, o crânio ou os nervos periféricos, o neurocirurgião Dr. Paulo Wagner Linhares Lima Filho utiliza técnicas modernas, seguras e precisas. Tem alguma dúvida sobre um possível diagnóstico ou gostaria de mais informações sobre a Espondilose, Espondilólise e Espondilolistese? Clique neste link (paulowagner.com.br/pre-agendamento) e agende sua consulta com o especialista. O neurocirurgião fará uma avaliação completa de seu caso, realizando exames físicos, consultando seu histórico clínico e, caso necessário, solicitará exames complementares para tornar o diagnóstico ainda mais preciso. 

 

 

Compartilhe: